segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Doce forma de amar

Eu sei o que você sente
Eu sei do seu medo
Das aflições e das perdas
O seu sorriso é lindo
Os seus olhos são tão negros
Com um tom avermelhado
(Sorrisos) eu estou aqui e eu vejo
Vejo que voar é pura mágica
Ilusão de amor sonolento
De um desejo de chegar ao êxtase
Apenas por um instante
Quando soprar o vento
O passado volta no tempo
O segredo é pensar e ser real?
Penso que amo e amo?
Esqueço o mundo e esqueço?
Seus olhos vêem o que eu vejo
Seus sonhos são meus sonhos
Mas o amar é inexplicável
Na mais doçura forma de amar
Inocente, preciso, inevitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário