quarta-feira, 30 de outubro de 2013

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Quando eu gosto


Eu gosto quando
Você chega sem avisar
E chega de mansinho
Na calada da noite
Chega fazendo carinho
Gosto dos seus olhos
Encostando devagarinho
Com um aquele sorrisinho
Boca a boca bem de pertinho
Eu gosto quando me chama
A sua voz envolve meu espaço
Esqueço dos outros sons
Nada nessa hora me acanha
Quando você me assanha

As cartas

  
Chove la fora e tudo esta confuso
As tardes tão loucas viram noites
Cai a chuva e não faz frio
Eu só escrevo cartas
E nelas tem você
Onde está quando cai a chuva
Quando tocam os tambores
Quando a luz surge na escuridão

É, chove tanto la fora
E tem calor agora
Mas o meu corpo está tão frio
Só falta você agora
Nessa tarde tão escura de chuva
A noite chega cedo
Então escrevo as cartas
E nelas tem você