quinta-feira, 31 de maio de 2012

Cura



Dessa vida, você nada me deve
Não te emprestei o meu amor
Eu te dei para não ser breve
E mergulhei fundo na sua dor

Sabe que também doía em mim
Ter esse sentimento guardado
Uma falta eu tinha de carmim
E de um olhar vivo, apaixonado

Ha, que alegria, dividirmos a dor
Com o amor que cura a nós mesmo
E a alma vibrando ao nosso louvor


Então não carece me agradecer
Porque a felicidade, esse momento
Vem da alma, do nosso sentimento

Ed Bento

                                                     2012 Textos registradas.com© - Todos os direitos reservados

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Apego ou partida

 Sinto outra vez suas batidas
 São compassadas, apaixonadas
 Da alma, é onde são nascidas
 As batidas tímidas, de baladas

 Só você pode me dizer ao certo
 O que há nesse meu sentimento
 Se é amor, ou nada, um deserto
 Para poder evitar um sofrimento

 Se eu pudesse ouvir claramente
 Essa música que insiste em tocar
 Eu saberia a quem me entregar

 Mas sei meu coração, não é fácil
 Te entender, acertar nessa vida
 O que é melhor, apego ou partida

Ed Bento